Mestres Alemães.

Konrad Von Soest
A adoração dos magos
cerca – 1370
Munster, Soest, Dortmund
Iconografia cristã
1404 – madeira – 55 x 79 cm
Bad Wildungen, igreja Evangélica

O retábulo da igreja Evangélica de Bad Wildungen já não é um pequeno díptico, como os primeiros executados em Colônia, e sim um quadro imponente, com dois metros de altura e , em toda sua extensão, sete metros e meio de largura. Num excesso de esplendor, o metal precioso aparece em toda parte, nas coroas, nos cinturões, golas e vasos. A cena inteira destaca-se sobre um fundo negro sob arcos agudos e as pilastras de um átrio gótico tardio.

Stephan Lochner
A oferta ao Templo
Painel central de um retábulo para a Igreja de Santa Catarina, em Colônia -1477 – madeira, 139 x 126 cm
Darmastadt, Museu Regional de Hesse.

No ano em que a cidade de Colônia o chamou a fazer parte do Conselho, Stephan Lochner, originário de Meesburg, pinta para a Igreja da ordem dos Cavaleiros Alemães de Santa Catarina , em Colônia, o quadro da Oferta ao Templo.

Martin Schongaur
O nascimento de Cristo
madeira, 26 x 17 cm
Cerca de 1430 – 1491
Colmar.
Iconografia cristã
Munique, Alte Pinakothek

O mestre, chamado por seus contemporâneos o belo Martin, por sua arte, entrou na história não tanto como pintor, mas como gravador, suas obras já eram célebres durante sua vida, e sua influência se fez sentir em muitos países europeus.

Michael Pacher
1435 – 1498
Bruneck,  Veneza, Salzburgo
Iconografia cristã
Parte externa da ala direita do altar dos Padres da Igreja, na Capela do Claustro de Neustift. 1483
103 x 91 cm
Munique, Alte Pinakothek
São Wolfang implora um sinal divino-

No quadro que aqui abordamos São Wolfgang, Bispo de Regensburg, implora um sinal divino.
Um anjo aparece num grande movimento de asas, sensação que o quadro dá clara e nítidamente desloca levemente com a mão um ostensório.

Albrecht Durer
1471 – 1528
Nurembergue, Basiléia, Veneza.
Iconografia cristã, retratos, gravuras, alegorias antigas.

Albrecht Durer-
Auto Retrato com manto de peliça.
1500 – madeira, 67 x 49 cm Munique
Alte Pinakothek

Esta obra coincide com o momento de maior desenvolvimento da antiga pintura alemã.
Durer é a figura predominante naqueles anos, a ponto de, na Alemanhã, com frequencia ser todo o período identificado simplesmente com o seu nome.
Sua grandeza não advém do alto nível de sua arte, o que realmente o coloca acima de todos é a dimensão integral da sua personalidade.

Albrecht Durer
Nascimento de Cristo
Parte central do altar de Paumgartner
1503 – madeira, 155 x 126 cm
Munique, Alte Pinakothek

É a parte central de um retábulo, encomendada muito provavelmente pelo aristocrático Martin Paumgartner, e provém da Igreja de Santa Catarina, em Nurembergue.
A obra remonta ao período que precede a segunda passagem de Durer por Veneza, ou seja, antes que o artista se familiarizasse com novas formas renascentistas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s